Dia 23 de Maio é o Dia Mundial da Tartaruga, sabe porque?

O objetivo principal desta data é promover conhecimentos sobre as tartarugas, além de conscientizar as pessoas da importância em ajudar estes animais a sobreviverem e se desenvolverem.

Sabia que as Tartarugas são um dos animais mais antigos do mundo? Existem há mais de 200 milhões de anos! Podem chegar aos 120 anos. Existe uma grande variedade de espécies de tartarugas: tartarugas terrestres (conhecidas como jabutis), de água doce e de água salgada. Há ainda, aquelas que vivem na água e na terra, chamadas de cágados.

Além dessa data, O Dia Mundial da Tartaruga Marinha é comemorado em 16 de junho. No Brasil, o projeto Tamar, fundado em 1980, luta pela preservação das tartarugas marinhas ameaçadas de extinção.

Foto de Jim Trodel

Conheça mais sobre as tartarugas As tartarugas pertencem à categoria dos repteis e, na época em que surgiram, foram os primeiros animais a apresentar carapaças ósseas e bicos cortantes, que substituem os dentes. Nesta altura, as tartarugas terrestres apresentavam, geralmente, mais de 2 metros de comprimento e as tartarugas marinhas cerca de 4 metros.

O símbolo que marca as tartarugas é a sua carapaça. Esta tem como principal função abrigá-la e protegê-la de eventuais situações de perigo. Nestes casos, as tartarugas recolhem a cabeça, as patas e a sua cauda e mantêm-se assim, até se sentirem novamente seguras e fora de perigo. Diferenças entre tartarugas de água e terra Com várias características em comum, também podemos encontrar diferenças entre tartarugas de água e terra. 1. Habitat

Sem dúvida, a diferença entre tartarugas de água e de terra mais notável é o local onde vivem. Podemos encontrar algumas espécies terrestres que habitam áreas desérticas ou ilhas remotas, como em Galápagos. Por outro lado, outras que preferem pastagens ou campos irregulares.

No caso das aquáticas, é possível encontrá-las tanto em águas doces de lagoas, lagos, rios e estuários, quanto em águas salgadas, no mar e nas regiões costeiras. Além disso, todas optam por climas quentes ou temperados.

Foto banco de imagens Tamar

2. Aparência

As tartarugas terrestres têm um casco mais alto e escamas mais grossas e firmes. As de água, por outro lado, apresentam-se mais “achatadas” e lisas, além de serem mais flexíveis.

Além disso, as patas são diferentes: as terrestres têm dedos e garras muito fortes. Por outro lado, as aquáticas têm algo mais parecido com as barbatanas dos peixes. Dessa forma, podem se mover mais facilmente na água. 3. Alimentação Nenhuma deles tem dentes, mas sua mordida pode ser muito poderosa. Sua boca termina em forma de ‘bico’ e suas mandíbulas são muito fortes. Em termos gerais, as terrestres são herbívoras e os aquáticas são carnívoras. Claro, existem exceções dependendo de onde elas vivem e até mesmo da idade, já que as marinhas se tornam vegetarianas na idade adulta.

Foto de meusanimais.com.br

4. Expectativa de vida

Sabe-se que as tartarugas são os animais mais longevos do mundo, mas existem diferenças entre as de terra e as de água. A primeira pode exceder 100 anos de idade. O recorde de longevidade é de uma tartaruga estrelada de Madagascar, que viveu nada menos que 188 anos.

As de água podem chegar a 20 anos (se viverem no mar) ou a até 30 anos, se forem de água doce. Isto para as que vivem em estado selvagem. As que vivem em cativeiro podem viver mais se forem bem tratadas.

5. Sua personalidade Para determinar o caráter ou comportamento de uma tartaruga, você deve levar em conta a área onde ela vive e se está acostumada a ver as pessoas ou não. Diz-se que as aquáticas são mais calmas porque não interagem com outras espécies.

No caso das terrestres, elas geralmente têm um temperamento mais forte. Dessa forma, podem se tornar bastante agressivas durante a época de acasalamento ou nidificação.

Claro que há exceções, mas a famosa tartaruga-aligator (aquática) é conhecida por morder quem a incomoda, e sua mordida é mais forte que a de um leão.

Foto de DepositFiles
Foto de DepositFiles

Sabe como ajudar a preservar esta espécie animal?

No Brasil é possível encontrar cinco espécies de tartarugas marinhas, das sete existentes no mundo. Porém, todas elas são consideradas vulneráveis pela União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN), sendo que duas das tartarugas marinhas brasileiras estão em risco de extinção. Com pequenos gestos e atitudes, é possível ajudar a preservar esta espécie animal em vias de extinção. A mudança no mundo começa dentro de cada um de nós. Para isso, siga os conselhos da American Tortoise Rescue: - Não compre tartarugas em lojas de animais, pois aumenta a caça das mesmas; - Não retire estes animais do seu habitat natural, a menos que verifique que estão feridos ou doentes; - Ajude as tartarugas a chegar, em segurança, ao seu habitat – muitas morrem atropeladas ao tentar chegar ao outro lado da estrada; - Participe em iniciativas de preservação do habitat das tartarugas, realizadas especialmente no Dia Mundial da Tartaruga; - Faça donativos a instituições e organizações que trabalham para a conservação e proteção de tartarugas; - Denuncie casos de maus tratos ou vendas ilegais destes animais;



Equipe do Tamar monitora filhotes de tartarugas após a abertura de ninho – Foto: Banco de imagens Tamar

O Tamar protege cerca de 1.100 quilômetros de praias e está presente em 25 localidades, em áreas de alimentação, desova, crescimento e descanso das tartarugas marinhas, no litoral e ilhas oceânicas dos estados da Bahia, Sergipe, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Ceará, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina. O projeto segue na luta pela conservação das cinco espécies de tartarugas marinhas encontradas no Brasil.



Origem do Dia da Tartaruga

Esta data foi criada pela American Tortoise Rescue, e celebrada pela primeira vez em 23 de maio de 2000. Desde então, a iniciativa se espalhou por todo o mundo, entre os grupos e ONG’s de proteção ambiental.


Nada mais justo do que um dia para lembrar da importância desses animais para o planeta.


Atividades para o Dia da Tartaruga

Para celebrar o Dia Mundial da Tartaruga, existem diversas atividades que podem ser realizas em prol destes animais, como:

  • Se fantasiar de tartaruga e distribuir folhetos explicativos para as pessoas;

  • Visitar tartarugas em zoológicos e conhecer as diferentes espécies existentes;

  • Denunciar atos de crueldade contra esses animais;

  • Evitar a compra de tartarugas, pois a grande procura faz com que aumente a caça;

  • Assistir ao nascimento de um grupo de tartarugas acompanhado de uma ONG ambiental;

  • Ajudar a salvar as pequenas tartarugas durante o trajeto até o mar;

  • Organizar uma apresentação e conversar com seus amigos da escola sobre a importância de preservar as tartarugas para manter o equilíbrio do ecossistema marinho.

Foto de Marc Tarlock

Fontes meusanimais.com.br conexaoplaneta.com.br


PETFRIENDLY DE VERDADE Informações e Reservas WhatsApp (12) 9 8134 8529 clique: https://goo.gl/X4NDTY